oleo hidrata a pele. A imagem mostra uma mulher aplicando oleo no rosto

Óleo hidrata a pele? A dúvida mais polêmica do skincare.

A resposta dessa pergunta vai ficar pro final, porque, antes, é necessário entendermos alguns conceitos sobre hidratação da pele, que talvez não estejam muito claros. Vamos lá?

Você já se perguntou o que classifica uma pele como hidratada? 

Ah, isso é fácil, você vai me dizer, o que determina é se ela tem água ou não. Tá, aí eu te pergunto: mas se for assim, então para resolver problemas de ressecamento seria só jogar água sobre a pele? Depois do banho, por exemplo, sua pele já sai hidratada? Parece que não é bem assim, né?

Água é preciso? Com certeza! Mas de que maneira ela é mantida na pele e por quanto tempo, é outro fator tão importante quanto a presença dela.

Como você já sabe, ter água na pele é fundamental, pois ela proporciona elasticidade. Contudo, para a água ter esse efeito, ela precisa ser mantida lá por um longo período, o que não acontece se você simplesmente jogar água livre e pura sobre a pele. 

E por que isso não acontece?

Porque a água evapora muito rapidamente. Por isso, para segurar as moléculas de água na pele, nosso próprio corpo se utiliza de dois recursos:

  1. substâncias umectantes: açúcares, glicóis e sais que possuem alta afinidade com a água, atraindo estas moléculas para si, retardando, assim, a velocidade de evaporação.
  2. gorduras: fornecem nutrientes e formam um filme que reduz ainda mais a evaporação.

Nesse ponto, antes de prosseguirmos, é muito importante que você entenda que, cientificamente, o parâmetro de hidratação, apenas leva em consideração a quantidade de água retida na pele.

Isso significa que, aumentar a hidratação é apenas elevar a concentração de água na pele, em comparação ao seu nível habitual sem o uso de nenhum produto, por exemplo.  

E isso não depende da forma como vai ser feito, seja através da atração de moléculas de água da atmosfera para a pele, seja por simplesmente impedir a  evaporação, contanto que o recurso utilizado aumente a quantidade dela na pele. 

Então vamos à explicação sobre a relação entre os óleos e a hidratação.

Óleos são gorduras, que possuem estrutura molecular bem diferente da água e que, portanto, não possuem afinidade com ela, não atraindo-a para junto de si, como fazem os umectantes. 

O mecanismo de hidratação aqui funciona de uma maneira diferente: os óleos formam filmes que reduzem a perda de água por evaporação da pele para a atmosfera, e isso, por si só, já aumenta consideravelmente a concentração de água retida na pele, melhorando o parâmetro de hidratação. 

Mas não é só isso, os óleos vegetais são muito ricos em nutrientes, como vitaminas, oligoelementos, antioxidantes e ácidos graxos que desempenham um papel indireto, porém extremamente significativo nos níveis de hidratação, de acordo com os exemplos a seguir:

1. Produção de Ceramidas: alguns ácidos graxos essenciais são capazes de estimular a produção natural de ceramidas, principal responsável pelo correto funcionamento da barreira de proteção da pele, que é como se fosse uma parede de cimento e tijolinhos. Na pele, a ceramida faz o papel do cimento, mantendo as células de queratina (que são os tijolinhos) bem coesas e fechadinhas, garantindo que a água de dentro da pele não escape para a atmosfera. E esses preciosos ácidos graxos essenciais você encontra em nosso Óleo Facial de toque seco Bioactive Maracujá para Peles Mistas e Oleosas

2. Produção de Ácido Hialurônico: determinados óleos vegetais, especialmente os ricos em carotenoides (pró-vitamina A), são capazes de estimular a síntese de ácido hialurônico natural da pele, e como você certamente já sabe, poucas substâncias são mais efetivas em reter um grande volume de água do que essa. É daí que vem aquele efeito de preenchimento, plump, de voluminho e suavização das linhas finas, que promove aspecto jovial e saudável.

3. Microbioma Saudável: os óleos vegetais também fornecem alimento para as bactérias boas presentes em nossa pele, que em troca, também ajudam a restaurar a barreira de proteção da pele, reduzindo a perda de água por evaporação.

Então, sim, os óleos naturais hidratam a pele substancialmente. Inclusive, muitas vezes, eles podem até ser mais efetivos do que os umectantes, que, comparativamente, podem não conseguir reter a água na pele por tanto tempo. 

Os umectantes atraem a água para a superfície da pele, e isso é superimportante, mas normalmente, sozinhos, eles não conseguem retê-la por um tempo prolongado, retornando rapidamente ao estado de desidratação. E é aí que entram os óleos, manteigas e ceras, por exemplo.

Não sei se você já percebeu, mas os cremes intensivos e mais hidratantes não são os que contém maiores concentrações de umectantes em sua composição, mas sim os que possuem mais gordura, justamente por sua alta efetividade em reduzir a perda de água transepidérmica. 

Por isso tudo a gente não quer minimizar a importância dos umectantes, de forma alguma, eles são fundamentais e devem ser usados, apenas queremos te mostrar que, sim, os óleos também são capazes de elevar o nível de hidratação da pele, só que através de outros mecanismos de ação.

Mas os óleos vegetais são absorvidos ou ficam sobre a pele?

As duas coisas acontecem. Estudos indicam que são absorvidos, já que praticamente todos são compostos majoritariamente por ácidos graxos, substâncias lipídicas muito utilizadas especialmente na indústria farmacêutica e médica, justamente para aumentar a permeação de outros ingredientes ativos.

Os ácidos graxos têm alta afinidade biológica com as células da pele, que também possuem um revestimento de caráter gorduroso, e, por isso, conseguem atravessar a barreira de proteção, atingindo camadas mais profundas. Nessas camadas ele vai conseguir ser metabolizado pela pele e ser usado para produzir mais ceramidas e ácido hialurônico (glicosaminoglicanas), como citamos nos exemplos acima.

Contudo, essa absorção acontece de forma mais lenta e prolongada, dando tempo hábil para que esse filme ainda consiga segurar a água por um longo período, elevando ainda mais o nível de hidratação da pele. 

Como inserir os óleos naturais em sua rotina de beleza

Você pode usar os óleos naturais diretamente sobre a pele, especialmente após o banho, pra nutrir e segurar aquela humidade boa que a pele acabou de receber.

Você também pode misturar um pouquinho no seu hidratante, se você quiser deixá-lo ainda mais potente. Não faça essa misturinha diretamente no frasco do seu creme, mas apenas naquele pouquinho que você coloca nas mãos, antes de aplicar o produto. 

No caso do nosso Óleo Facial Purificante para peles Mistas e Oleosas, você deve usar assim: 

  1. pingue de 2 a 3 gotinhas na palma de sua mão. Só isso, você me pergunta. Sim! Nosso óleo é bem concentrado, e como sua textura é super leve e deslizante, você só precisa de um pouquinho para ter resultados. 
  2. esfregue as mãos uma na outra e deposite o óleo sobre a pele limpa e seca, massageando para espalhar bem. 
a imagem mostra um frasco de vidro ambar aberto, e sobre ele um conta-gotas pingando gotas de oleo. oleo para pele oleosa

O acabamento vai ser um discreto glow de pele saudável, sem aquele brilho exagerado, característico de pele muito oleosa. Sua absorção é rápida, com toque bastante sedoso, liso e macio, que não fica grudando. É o oleo ideal pra quem não gosta de óleos.

Nossa fórmula tem uma composição única, profundamente estudada, com óleo de maracujá, óleo de rosa mosqueta, bisabolol e óleo essencial de lavanda, nas proporções certas, pra reduzir a oleosidade, os cravos e suavizar inflamações.

De bônus ainda tem um cheirinho aromaterapêutico relaxante, de capim-limão e laranja. Combinado a uma massagem facial, antes de dormir, é sucesso pra aliviar a ansiedade e ter um sono gostoso. 

Apesar de destinado à aplicação facial, nosso Óleo Purificante tem tantos benefícios, que também pode ser usado em outras partes do corpo, onde tem estrias e manchinhas, por exemplo, além de também poder ser usado no couro cabeludo, pois vai ajudar muito a reduzir a oleosidade e controlar a descamação, fortalecendo o bulbo, que produzirá fios mais fortes, macios e bonitos.

Depois de toda essa explicação, me responde se você se convenceu a incluir óleos em sua rotina de beleza. Aqui na Amvi a gente usa desde sempre, ama e sabe que não dá pra viver sem. 

 

Referências

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC6151382/ 

https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/20308

https://www.nature.com/articles/nrmicro.2017.157 

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC10324402/

https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/27731889/ 

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC7827176/ 

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC5504780/ 

https://www.nature.com/articles/s41598-017-15921-5

 

Conteúdos Relacionados

Voltar para o blog

Deixe um comentário

Os comentários precisam ser aprovados antes da publicação.